Ser desenhada ;)

A solidão do último aplauso é esmagadora. Todo mundo batia a palma de uma mão contra a outra e de repente todo mundo resolvera parar, só que alguém não percebeu. No meio do teatro, alguém aplaudiu sozinho, fazendo a solidão ecoar no ambiente. A cantora derramou uma lágrima em cima do palco, pois estava perdida, a banda já tinha se retirado e ela ficou sozinha no meio do palco assistindo ao espetáculo da solidão do último aplauso. 

Desenhar para mim era uma atividade bastante solitária, mas tudo mudou com a minha entrada no grupo Selfless Portraits das Minas <3. Lá eu descobri o prazer de desenhar meninas e ser desenhada. Desde que entrei no grupo fui desenhada por várias meninas. Vejam como são lindos os desenhos de Bárbara Martino, Mariana Felin, Ana Paula Wuz e Thamires Barbosa, respectivamente.  

collage1No meu aniversário, eu fui desenhada por Beatriz da Matta, Ketlyn Katarino e Kira Kristie Laureano. Eu fiquei super feliz com os desenhos, não são fofos? E o melhor de tudo: todos os desenhos representam uma Juliana diferente! Uma Juliana que não desenha mais só ❤ e tem múltiplos sorrisos. Obrigada, Meninas!

collage

Exercício 9/20 – Aprendendo a desenhar

Quando eu era pequena cantava “Eu ando pelo mundo/Prestando atenção em cores/Que eu não sei o nome/Cores de Almodóvar/Cores de Frida Kahlo” sem saber quem era Almodóvar, sem saber quem era Frida Kahlo. Um belo dia aprendi. Numa tarde ou noite qualquer, eu vi as cores de Almodóvar e as cores de Frida Kahlo e sorri <3. Um enigma  de infância resolvido. 

Certo dia declamei um poema-piada sem conhecer o mestre Oswald de Andrade. “Tupi or not tupi: that is the question”. Na escola aprendi sobre o modernismo.  A semana de arte moderna tomou conta de mim. Enterrei José de Alencar na parte chata da minha vida e segui aprendendo outras coisas 😀 mais fantásticas. Um enigma da adolescência resolvido.

Hoje sem saber muito de desenho, rabisco e crio alguns exercícios. Os desenhos vão surgindo, com a prática algumas coisas vão melhorando, mas o enigma ainda não foi resolvido 😉 , ainda não sei várias técnicas e teorias. Mas um belo dia aprenderei e o enigma será resolvido. OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOBS: Os desenhos foram feitos com aquarela e caneta nanquim! Esses portraits foram publicados no grupo Selfless Portraits das Minas <3. 

Exercício 7/20 – Aprendendo a desenhar

Eu entrei num grupo chamado Selfless portraits das minas :D. É um grupo de troca de retrato entre mulheres <3. Você desenha as minas e as minas te desenham, uma troca linda. Eu conheci o grupo através de Juliana Rabelo. Fiquei encantada com a ideia e entrei no mesmo dia… O grupo tenta abordar questões de arte, feminismo, lesbofobia, racismo, gordofobia etc. São mulheres se unindo, brigando, se calando, gritando e até se excluindo.  Para mim é um aprendizado. Um grande aprendizado.

Nada melhor do que entrar num grupo que tem ilustradoras fodas e inspiradoras para aprender a desenhar :). O exercício diário: desenhar mulheres de todas as cores, tamanhos e personalidades. Eu ainda não desenhei todos os tipos de mulheres, pois acabei de entrar no grupo (só desenhei quatro meninas e fiz apenas uma criação), mas espero desenhar muitas mulheres coloridas pela vida e pela arte <3. 

Como ainda estou aprendendo, fico com vergonha dos meus desenhos, mas publico mesmo assim. Afinal, eu não nasci desenhando! Sei que às vezes… tudo é frustrante, mas o grupo ajuda!!! Tem meninas que dão dicas de materiais, conselhos, inspirações etc. O grupo, na minha opinião, é uma fonte de exercícios que permite você treinar o seu traço, conhecer novas ideias, novos materiais etc.

Então, meu exercício das duas últimas semanas foi desenhar algumas gurias, procurar inspiração, observar, ler, observar, e observar. :D.

2014-11-05_19-24-02 2014-11-06_01-37-35 2014-10-24_16-29-322014-11-06_17-25-052014-11-05_11-56-28