Favoritos do mês de fevereiro

O mês de fevereiro fora alucinante, desenhei, terminei vários projetos, corri muito, dormi pouco etc. Acabou sendo um mês produtivo, aprendi muita coisa. Uma das coisas que tem tirado meu sono são as pinturas que tenho feito com tinta guache (depois mostro os meus erros e acertos em outro post). O bom é que eu estou aprendendo teoria das cores usando guache :). Em breve postarei alguns desenhos coloridos! ❤ Hoje falarei apenas dos meus desenhos favoritos do mês de fevereiro, tentando explicar um pouco como cada um fora pensado ou feito. Se ficarem com alguma dúvida ou tiverem qualquer sugestão podem deixar nos comentários.

  • Eu resolvi fazer uma colagem com três fotos preto e branco. Gosto de desenhar a partir de colagem porque você pode criar a sua composição a partir de imagens. Procurei no google  algumas imagens e filtrei o que achava interessante. Meus termos de busca foram Audrey Hepburn preto e branco, gato fotografia preto e branco e mão fotografia preto e branco. Quando achei três imagens que me interessaram, abri o Photoshop e fiz uma colagem digital,  já que estou sem impressora. Depois eu fiz uma grade tanto na minha página em branco como na colagem. Aí só assim comecei a desenhar. Depois apaguei as linhas da grade e comecei a colocar os tons no desenho. Particularmente, gosto de começar com os tons médios, deixando as partes escuras e claras para o final. Espero que tenham curtido o resultado final! Os materiais usados foram lápis 2B, 4B e 6B, borrachas e papel bistrol da Canson.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

  • O próximo desenho fora produzido durante as aulas de desenho, já que o exercício era desenhar natureza morta e tentar enxergar e traduzir a iluminação do ambiente. Desenhar a partir de objetos exige que você meça as proporções. Eu meço com um lápis e vejo a relação dos objetos (Veja como medir aqui). Quando o esqueleto está legal (você gostou como o objeto está posicionado na folha, as proporções parecem ok etc), você pode começar a transferir os valores que você vê para o papel. Depois de várias horas o desenho ficará pronto! É meio demorado, mas é divertido. Materiais usados: lápis Conté a Paris branco e preto, borrachas e papel cinza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

  • Dia 20/02, eu e Rafael fizemos 9 anos juntos (quase uma década), então eu decidi desenhá-lo a partir de uma fotografia que eu gosto muito. Aí, peguei meus lápis 2B, 4B e 6B, borrachas e papel bistrol da Canson e coloquei mão na massa. Ele gostou muito do resultado e eu fiquei feliz! Como eu fiz a partir de uma foto de tamanho diferente usei o método de ampliação por grade. Eu tô tentando fazer desenhos realísticos para aperfeiçoar algumas técnicas que tenho aprendido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

  • Por último, desenhei um vestido. Tirei o vestido do armário, coloquei em cima de uma cadeira, ajeitei a iluminação (usei meu celular como lanterna) e fiz um esboço no papel. Tirei as medidas (na hora tudo pareceu razoável), aí fui para a segunda fase do desenho. Eu penso na segunda fase como a fase de colocar o recheio no bolo. Depois que você coloca o recheio, tá pronto e lindo. Quando coloquei todos os valores, vi que tinha errado a perspectiva da cadeira. Era tarde demais para mudar, então deixei assim. Até hoje isso me incomoda, devia ter percebido o erro  na primeira fase ( a fase que você faz o rascunho, checa as medidas e a perspectiva), mas não!!! Embora o incomodo, eu gostei do jeito que o vestido ficou, por isso resolvi compartilhar 🙂 O desenho fora feito com carvão, borracha e papel branco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sobre desenhar

Cada dia me apaixono mais pelo desenho. Lápis, papel, textura, sombras roubam o meu olhar. Quando eu criei esse blog há aproximadamente um ano e meio, eu desenhava bem timidamente e não tinha técnica. Tudo era muito novo. Eu não entendia quando alguém dizia que antes de comprar um caderno novo de desenho tinha que passar a mão entre as folhas e sentir o papel. Hoje eu vejo meus dedos deslizando entre as folhas de papel e sinto prazer. Aquele pequeno prazer de Amélie Poulain.

Ontem quando cheguei da aula de desenho, eu fui desenhar. Não era para a aula, não era nenhum exercício, era algo para mim. Eu sempre quis desenhar a Twiggy, então fui desenhar <3. O desenho roubou a minha noite de quinta, mas é muito relaxante esquecer da vida e, simplesmente, desenhar a noite inteira. Sei que ainda não está perfeito, tenho muito o que aprender e treinar, mas eu gostei do resultado! O desenho fora feito com lápis 2B, 4B e 6B, borrachas e papel bistrol. 

Aproveito também para compartilhar o desenho que fiz durante a aula. A professora levou um crânio de cavalo para a gente desenhar. Aí, eu fiz o desenho com carvão e papel branco. Eu acho muito gostoso desenhar com carvão, pena que suja muito!!! Espero que curtam os resultados, até o próximo post! 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Exercício 19/20 – Aprendendo a desenhar

Estou aprendendo a sombrear na aula de desenho. Eu pensei que seria fácil ver e reproduzir todos os valores (do branco até o preto), mas não é tão fácil como parece. Numa aula a professora nos ensinou várias técnicas legais. Então, resolvi fazer uma versão do quadro “A coluna partida” de Frida usando pontilhismo. É claro que preciso treinar bastante, mas espero que curtam o resultado. O outro desenho, eu fiz na aula. A professora pediu para a gente levar verduras, cortou-as ao meio e pediu para a gente desenhar a metade em preto e branco. Eu levei um pimentão amarelo e o desenhei com carvão, tentando observar os valores <3. Achei que ficou legal! E vocês gostaram?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Exercício 18/20 – Aprendendo a desenhar

Eu estou postando esse desenho porque ele faz parte da minha série de exercícios diários agora.  Não achei ele lindo, mas ele é necessário para o aprendizado. Estou pegando uma matéria de desenho básico <3. A professora coloca objetos loucos juntos tipo ursinho de pelúcia enorme com óculos de estrelas, bola, caixa, bambolê, caixa, jarra de prata, chapéu, etc. Aí, você tem que desenhar observando as proporções, o alinhamento e os ângulos. Tudo meio rápido, sem muitos detalhes, pegando mais os gestos. Nessa loucura que é tentar ver apenas com os olhos (É, gente…. o nosso cérebro tenta ver muita coisa que não existe na nossa frente)… você pensa que desaprendeu a desenhar e fica meio frustrado. Outra coisa, desenhar com carvão é gostoso, mas suja muito. Eu sujo até a testa… imagine o desenho! E quando você erra, não dá para apagar direito.

A professora proibiu desenhar a partir de fotos ou de outros desenhos (o que eu fazia até agora), eu tenho que desenhar apenas objetos ou pessoas que vejo pela vida para forçar o meu olhar e a minha mão. Aí, um dia quando eles andarem juntos…. vai ser lindo! Eu sei que isso é bem diferente do que eu estava fazendo e talvez vocês não gostem!
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Exercício 4/20 – aprendendo a desenhar

O exercício de hoje é um pouco diferente. Meu professor de desenho disse que era para desenhar o que era e não o que era parecido. Ele nos entregou uma foto de um busto de algum senhor careca. Depois ele pediu para que nós desenhássemos alguém da sala. Foi assim que surgiu a asiática e o senhor careca. Eu não sou boa em desenho realístico, por isso essa bagunça. O resultado ficou mais ou menos, mas como a proposta da série é mostrar a evolução… achei válido postar. Além disso, a aula foi divertida :D. O material utilizado fora carvão e grafite da Cretacolor. Como não sei usar carvão direito ainda, muitas vezes pedi ajuda ao grafite <3.OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Na aula, eu posei para Judy (uma senhorinha muito simpática) e ela me desenhou! Segue abaixo o retrato de perfil que ganhei de presente <3.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA