Paris 01/03

Na era do Orkut, escrevi no campo encontro perfeito que o meu encontro perfeito seria debaixo da Torre Eiffel, comendo acarajé, tomando coca-cola e ouvindo rock baixinho :P. Eu sabia que seria difícil combinar tudo isso, mas quando você é uma guria, você quer ser engraçada e só. Quando nós soubemos que iríamos para Paris ❤ juntos, eu bolei vários encontros perfeitos ou imperfeitos ou semi-perfeitos e esqueci do que escrevi no campo do Orkut há dez anos atrás. Seria engraçado tentar encontrar acarajé em Paris para levar para debaixo da torre, hahaha. Rafael iria me odiar!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Quando Rafael me contou da viagem, eu dei pulinhos de alegria e fiquei emocionada. Eu iria voltar à Paris, conhecer Londres e comer muitos docinhos com ele do meu lado. Fiquei ansiosa e tentei planejar tudo como uma pessoa normal, mas nós não somos normais. Nossos planos nunca dão certo. O dia que planejei fazer o roteiro de Amélie Poulain (Sacré-coeur, Café des Deux Moulins, Monmartre, etc) foi o dia que deu tudo errado. Aí, é melhor ir seguindo tudo de um modo louco e divertido <3. E foi isso que nós fizemos.

Rafael chegou uns três dias antes de mim e já foi passeando. Ele tirou várias fotos legais da cidade, descobriu a Vélib’ (um sistema público de bicicleta) e pedalou muito. Quando eu cheguei, nós pedalamos juntos e quase não andamos de metrô. É muito fácil e divertido andar de bicicleta em Paris. Eu sou uma péssima ciclista e sobrevivi sem passar sufoco :D. Quando você anda de bicicleta lá, você vive um filme, sem precisar seguir roteiro. Você sente o vento no rosto, ri, comenta sobre os prédios da cidade gritando para o outro escutar, buzina para mandar beijinhos <3, olha para trás para saber se o outro está vivo, chega do lado para segurar as mãos e entra em cada rua diferente.

Nesse dia, nós acordamos cedo e saímos para tomar café da manhã na rua. Nosso cardápio era: croissant, tortinha de laranja, suco de laranja e palmier. Nós ficamos num AP que alugamos pelo Airbnb perto do Louvre e tinha muitas patisseries  por perto. Depois, nós pedalamos até a Ópera  e passamos a manhã quase toda lá dentro. Ficamos encantados. Não tinha como ser diferente: a cúpula era pintada por Marc Chagall! Depois coloco as fotinhas da cúpula <3. 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Depois do almoço andamos pela região da ópera, pegamos as nossas bikes e fomos para La Madeleine. Antes de entrarmos na igreja, nós fizemos uma parada obrigatória na Ladurée e compramos nossos macarons <3.  Sentados na escadaria da igreja, devoramos todinhos. Estavam deliciosos. Ainda bem que aqui em San Francisco tem uma patisserie chamada Chantal Guillon que vende macarons perfeitos para eu não ficar desejando!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Como nossa vontade de pedalar era grande, fomos até o canal Saint Martin. Nós queríamos um final de tarde relaxante e cheio de amor <3. Nós gostamos de sentar para papear um pouquinho. Então, sentamos na beira do canal e ficamos observando o tempo passar! Vimos várias pessoas tomando vinho, estudantes se jogando na água e velhinhos lendo jornal sentados num banco verde. Foi tão legal <3. 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Voltamos de bike e paramos por várias ruelas lindas <3. À noite, nós jantamos e fomos no Arco do Triunfo. Vimos o anoitecer da cidade e foi maravilhoso.  Vou deixar para comentar mais sobre o arco e colocar fotos no próximo post porque este já está bem longo! Abaixo, deixo uma foto de uma ruela linda que passamos no meio do caminho. No meio do caminho tinha uma ruela, tinha uma ruela no meio do caminho! Espero que gostem do post ;). 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

28 anos

No colégio, nós comemorávamos aniversários com flores, cartões, presentes compartilhados, bolos da Baviera e idas ao cinema <3. Fui crescendo, aí deixei de ver as três tontas tristes todos os dias. O colégio não era mais o nosso lugar. As ligações diárias viraram ligações mensais. Mas algo permaneceu intocável… nós nunca deixamos de comemorar os nossos aniversários! Afinal, o que o colégio uniu, ninguém separa :P.

Às vezes, elas fugiam das festas, mas iam tomar café da manhã ou almoçar comigo. Era algo certo, pontual e perfeito. Assim, eu aprendi a amar aniversários! Para mim aniversário era o dia de encontros e reencontros. Era o dia que minha mãe chamava o cara da pizza, era o dia que Tâmara esquecia ❤ , era o dia que Rafael mandava algo pelo correio,  era o dia das meninas etc.

Sabendo da minha obsessão por aniversário, temendo que eu passasse o dia em prantos hehehe, pois eu estou vivendo longe de todos, Rafael preparou tudo para me deixar feliz :D.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Na sexta, ele arrumou a mesa com os presentes e colocou a faixa que toda menina dos olhos grandes sonha na parede. No sábado, nós almoçamos no Farmers Market: ostra, hambúrguer, bala de caramelo, uma bagunça. Depois, ele alugou duas bicicletas e saímos andando por São Francisco tipo Nino e Amélie <3. Nós saímos do PIER 39 até a Golden Gate Bridge. Todo morador ou turista precisa fazer isso, as paisagens são lindas! OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

À noite fomos para um restaurante chamado Gaspar Brasserie. A decoração e a comida do restaurante são perfeitas! Aí, fui dormir pensando “meu aniversário já acabou :(… que pena!”, mas no domingo acordei com o bolo de aniversário para comer no café da manhã… Açúcar no café da manhã… é tudo que eu preciso para ser feliz!  

10322582_274995479338740_6129592431966327071_nOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANão preciso dizer que, apesar de tudo, uma parte do meu coração ficou checando e respondendo as mensagens lindas dos amigos e familiares! ❤OLYMPUS DIGITAL CAMERA